Reflexões

"Instruí-vos, porque precisamos da vossa inteligência. Agitai-vos, porque precisamos do vosso entusiasmo.

Organizai-vos, porque carecemos de toda a vossa força".
(Palavra de ordem da revista L'Ordine Nuovo, que teve Gramsci entre seus fundadores)

______________________________________________________________

março 12, 2008

Feil: 42% dos ricos admitem a tortura policial

Por André Lux [Terça-Feira, 11 de Março de 2008 às 11:09hs]

Brasil: 42% dos ricos admitem a tortura como método policial

Para um quarto da população do Brasil (26%), as forças de segurança têm o direito de apelar para a tortura de presos como método para investigar delitos que os suspeitos podem ter cometido. Mas a distribuição desta porcentagem não é uniforme. Assim, enquanto 42% da fração mais rica dos brasileiros admite esta prática como eficiente, apenas 19% das camadas mais pobres da população concorda com ela. A informação está no diário argentino Clarín, de hoje.

A pesquisa, que se denomina “pesquisa sobre valores e atitudes da população brasileira” foi realizada pelo Ibope, indicou que 68% dos entrevistados consideraram inadmissível a violência contra presos. O estudo tem uma lógica: os setores mais pobres são os que mais sofrem a repressão violenta dos organismos de segurança.

A pesquisa revela também que entre os brasileiros com cursos universitários, a aprovação da tortura chega a 40%.

A pesquisa do Ibope assinala como uma incongruência que a maioria daqueles que apóiam a tortura disseram que respeitam os direitos humanos.

Leia mais aqui.

Como se vê, para os ricos (e brancos) o Capitão Nascimento (foto), anti-herói do filme Tropa de Elite, é o cara. Outro exemplo do famigerado "fascismozinho ordinário" dormitando na subjetividade da nossa classe dominante.

Nenhum comentário:

Ilha das flores