Reflexões

"Instruí-vos, porque precisamos da vossa inteligência. Agitai-vos, porque precisamos do vosso entusiasmo.

Organizai-vos, porque carecemos de toda a vossa força".
(Palavra de ordem da revista L'Ordine Nuovo, que teve Gramsci entre seus fundadores)

______________________________________________________________

março 01, 2008

Pela dignidade do senado brasileiro

O Senado Federal parece que acordou para a gritante realidade da suplência de senador, o que muitos vem chamando de senador voto zero. Esse "acordar" vem tarde, mas vamos ver se "eles" conseguem acabar com essa aberação eleitoral. Acordos destrutivos da moral pública vem com a suplência de senador, pois o financiamento da campanha do titular, muitas vezes, gera compromissos de licenciamento para que o suplente assuma a cadeira do senado. Em muitos casos, passa-se de pai para filho, como se o mandato fosse hereditário, como é o caso de ACM e de Edson Lobão e isso depõe contra a ética e a moral do Senado Brasileiro, que, de crise em crise, vai se ajustando às estruturas da corporação.
Se os pares não acabarem com a figura de senador voto zero, a sociedade mobilizada poderá requerer um plebiscito sobre o tema. A senhora democracia agradecerá esse feito.
Acabar, portanto, com a suplência de senador é dar dignidade aos próprios senadores, que o povo, de forma soberana, elegeu-os para um mandato de oito anos. Acabem com a patifaria de senador voto zero gritam os eleitores de todo o Brasil.

Um comentário:

Cássio Augusto disse...

Concordo plenamente... suplente é uma grande aberração... deve assumir o cargo o segundo mais votado... isso inclusive ajuda a acabar com as indicações meramente políticas para os Ministérios!!!

Ilha das flores