Reflexões

"Instruí-vos, porque precisamos da vossa inteligência. Agitai-vos, porque precisamos do vosso entusiasmo.

Organizai-vos, porque carecemos de toda a vossa força".
(Palavra de ordem da revista L'Ordine Nuovo, que teve Gramsci entre seus fundadores)

______________________________________________________________

setembro 30, 2009

Honduras urgente‏

Honduras: golpistas torturam editor de jornal
Terça-Feira, 29 de Setembro de 2009 às 11:58hs]
por Redação da Revista Fórum
As ações do governo golpista de Honduras, presidido por Roberto Micheletti, se intensificam a cada dia, principalmente nas imediações da capital do país, Tegucigalpa. E mais denúncias de abusos, como torturas e sequestros, têm surgido.
Ontem, 28 de setembro, no bairro de la Hoya, no centro da cidade, dois homens encapuçados, a bordo de uma camionete, sequestraram o editor do jornal El Libertador, Delmer Membreño.
Delmer conta que logo pela manhã chegou ao jornal para fazer a cobertura do fechamento da Rádio Globo e do Canal 36. “Saí do jornal às 9h30 e fui tomar um táxi para a Rádio Globo. Quando estava nas cercanias de la Hoya, apareceu uma camionete de cabine dupla e desceram dois indivíduos com armas nas mãos, me obrigando a subir na parte de trás do automóvel. Logo me puseram uma máscara e não sabia onde me levavam. Senti que o carro diminuiu a velocidade e parou. Um dos homens disse que me tiraria o capuz porque queria ver meus olhos quando me matasse”.

Segundo o jornalista, sempre sob a ameaça de arma de fogo, os homens o queimaram com cigarros: “colocaram a arma em minha cabeça e começaram a queimar meu rosto com cigarros. Por três vezes, queimaram também meus braços. Depois, puseram o capuz de volta e me jogaram no carro”

Mais tarde, Delmer Membreño foi abandonado no quilômetro 34 da estrada que liga Tegucigalpa ao estado de Olancho. "Senti muito medo, achei que morreria”, diz.

No entanto, Delmer acredita que o governo golpista sente que está ameaçado e por isso adota medidas repressivas. “ Eles têm dificuldades em resistir a pressão popular que estão sofrendo e a única resposta que têm é reprimir o povo”, afirma

O El Libertador é uma publicação quinzenal e desde o golpe de Estado perpetrado contra o presidente legítimo de Honduras, Manuel Zelaya, tem denunciado as inúmeras violações aos direitos humanos ocorridas no país.

Nenhum comentário:

Ilha das flores