Reflexões

"Instruí-vos, porque precisamos da vossa inteligência. Agitai-vos, porque precisamos do vosso entusiasmo.

Organizai-vos, porque carecemos de toda a vossa força".
(Palavra de ordem da revista L'Ordine Nuovo, que teve Gramsci entre seus fundadores)

______________________________________________________________

novembro 15, 2012

Pátria Latina

Amigos de Cuba marcham em Líbano sul pelo Che e Os Cinco

 Beirut, (Prensa Latina) Membros de organizações políticas e sindicais solidárias com Cuba realizaram uma caminata pelo sul libanês em homenagem ao Che e em demanda da excarceração dos Cinco cubanos presos nos Estados Unidos.
Os marchistas assim mesmo comemoraram a queda em combate do Guerrilheiro Heroico Ernesto Che Guevara em Bolívia e denunciaram o bloqueio dos Estados Unidos contra Cuba.
A marcha atravessou o Vale de Slouki até o castelo de Dubay, uma fortaleza medieval utilizada como base pela resistência desse país contra a ocupação do sul libanês pelo exército israelense, encabeçada por Mohamed Hachicho, membro do Buró Político do Partido Democrático Popular (PDP) e da Diretora do Comitê Libanês pela Libertação de Los Cinco, conhecido por suas siglas L4C5.
Solidarizarnos com Cuba é solidarizarnos connosco mesmos, porque a causa dos Cinco prisioneiros cubanos nos Estados Unidos faz parte da dos prisioneiros palestinos e árabes nos cárceres israelenses, disse o dirigente do PDP.
Anwar Yassine, preso durante 17 anos em cárceres israelenses qualificou de violação dos direitos humanos a proibição de visitas pelo governo estadunidense a Adriana, esposa de Gerardo Hernández, e a Olga, cónyuge de René González.
Gerardo Hernández, Antonio Guerreiro, Fernándo González e Ramón Labañino foram condenados a severas penas de prisão por informar a Cuba sobre possíveis ataques terroristas de elementos contrarrevolucionarios residentes no sul da Flórida.
René González, que já cumpriu sua sentença, é obrigado a permanecer em território estadunidense apesar do perigo que corre sua vida.
Assim mesmo os manifestantes declararam sua condenação ao bloqueio econômico, comercial e financeiro imposto por Washington a Cuba faz mais de 50 anos, apesar de 21 votações consecutivas nas quais a Assembléia Geral da ONU se manifestou na contramão dessas medidas punitivas.

Nenhum comentário:

Ilha das flores