Reflexões

"Instruí-vos, porque precisamos da vossa inteligência. Agitai-vos, porque precisamos do vosso entusiasmo.

Organizai-vos, porque carecemos de toda a vossa força".
(Palavra de ordem da revista L'Ordine Nuovo, que teve Gramsci entre seus fundadores)

______________________________________________________________

abril 30, 2008

PT e PSDB há algo em comum?

Sim, e como há. Um implementou a reeleição para o poder executivo (PSDB) e o outro está "vendendo" a idéia de um terceiro mandato. O poder, para os despreparados, cega-os diante da possibilidade de continuidade. Com Fernando Henrique e Luis Inácio aconteceu. O poder ofuscou a capacidade de governar e ambos foram atraídos pelo jogo político das velhas raposas que possuem o poder de fato. Nesse jogo, hoje, essas siglas políticas, pois não possuem mais nada além disso, estão jogando as cartas em coligações que unificam o discurso, além das políticas liberais desenvolvidas tanto por FHC quanto por Lula. Há uma possibilidade de alianças desses partidos em 200 municípios brasileiros. Além da capital mineira, Belo Horizonte.
As disputas no congresso e no senado procura iludir o eleitorado de que há uma oposição consistente de projetos para o Brasil, mas fica nisso. O projeto que essas siglas desenham para o Brasil é o de deboche para o Brasil, pois não querem efetivamente por fim aos "propinodutos" existentes. Isso significa deixar de financiar a acumulação capitalista com dinheiro público. É priorizar o capital produtivo, enquadrando o capital financeiros aos ditames do Estado. É fazer do Banco Central uma instituição do Estado, que controla o jogo financeiro e não ser controlado por ele. Sem mencionar a saúde, reforma agrária, educação, transporte etc, que ambas as siglas tiveram um discurso arrebatadores. Esses desafios essas siglas não querem fazer.

Um comentário:

wilson rezende disse...

São farinhas do mesmo saco.

Ilha das flores